Pole Dance não é coisa de puta!

by 11:09 0 comentários
Bom dia!!

Sim, o título deste post é bem explícito, eu, Thaís, sou mulher, pratico Pole Dance a 3 anos, e não sou PUTA!!!

Mas porque decidi fazer um post e vídeo sobre isso?

Acho que está bem explicito não é? É só as pessoas saberem que você faz esse tipo de atividade física que relacionam com prostituição. Nada contra a prostituição e quem a pratica, sou totalmente a favor da liberdade sexual e cada um faz o que quer o próprio corpo (eu que o diga), mas estigmatizar os praticantes dessa arte com o que não condiz com a realidade, não é legal!!!

Fiz um vídeo explicando melhor sobre a prática do Pole Dance e porque decidi fazer, dá uma olhada: 


Ah, mas olha a pouca roupa, é só você ir em qualquer "zona" ou boate de strip tease que tem uma mulher fazendo isso!

Ok, e daí? Não é porque ela vai ali pra entreter que ela tem que se prostituir, e mesmo que for, todas as mulheres que praticam o Pole Dance tem que se prostituir também?!

O Pole Dance é um tipo de exercício físico que faz pra bem pro corpo e pra alma, vamos conhecer um pouco da sua história:

"As origens do pole dance vêm da prática do mallakhamb (que significa "homem de força" ou "ginástica do poste"), que nada mais é do que ioga praticada em um poste de madeira e com cordas (principalmente praticado na Índia) e que existe desde o século XII.No entanto, como disciplina esportiva, existe há aproximadamente 250 anos. Uma outra disciplina, que está diretamente relacionada com o pole dance de hoje, é conhecida como mallastambha (que significa "ginástica do pilar"), técnica usada pelos antigos lutadores de luta livre para ganhar força e desenvolver os músculos. O mallastambha não é mais praticado nos dias de hoje (...)"
                                                                        Mallakhamb
           Fonte da imagem:cotidiano.sites.ufsc.br/pole-dance-ganha-espaco-nos-estudios-de-danca

"(...) O pole dance como conhecemos hoje se originou durante os anos 1920, no ápice da Grande Depressão Americana. Tour Fair Shows (que se originaram do negócio dos tours de circo) viajavam de cidade em cidade divertindo as multidões. (...) As garotas dançavam sugestivamente em um palco pequeno em frente às multidões de assovios. Por causa do tamanho das tendas, o poste que segurava a tenda ficava bem na beirada dos pequenos palcos e as dançarinas começaram a se aproximar dos postes e a dançar com eles."
                                                             Pole Dance no circo

           Fonte da imagem: manekonascimento.blogspot.com.br/2015/06/i-mostra-pole-dance-fitness.html

"O pole dance se desenvolveu gradualmente desde as tendas de circo até os bares como o estilo burlesque nos anos 1950. O primeiro registro do pole dance como conhecemos hoje foi em 1968 com a performance de Belle Jangles no clube de striptease Mugwump, em Oregon. O pole dance moderno começou a ser documentado somente a partir dos anos 1980 no Canadá. Entre os anos 1960 e 1970, muito pouco aconteceu em relação ao pole dance e pouco se documentou até os anos 1980, quando striptease e poledancing se tornaram populares no Canadá e nos Estados Unidos."


                                                                 Pole Dance com Burlesque
               Fonte da imagem: www.dancecase.com/Pole_Dance_Tokyo-Burlesque-Ooh_La_La

"Ao longo do tempo, outros estilos de dança (alguns com raízes bem mais imorais que o pole dance) passaram por dificuldades para obter o reconhecimento e respeito que mereciam. Antes de ser abertamente reconhecidos, estilos de dança como o ballet, a salsa, o tango e, especialmente, a famosa dança do ventre, eram danças com fundamentos na sexualidade e na luxúria e também sofreram enorme criticismo durante anos.

A partir do ano 2000, o pole dance se desenvolveu em gêneros diversos, do exótico ao pole fitness evoluído em 2006, que permitiu as mulheres comuns utilizarem-se da técnica dentro das suas rotinas diárias de fitness. Na verdade, um número relevante de mulheres que praticam o pole dance como fitness, possuindo poles dentro de casa para tal.

O pole dance é considerado uma forma reconhecida de exercício e pode ser utilizado como uma ginástica.

Reconhecidas escolas de ginástica estão agregando este baile como parte de seu repertório elevando assim sua popularidade. Também é catalogado por alguns como uma arte cênica. Um exemplo de pole dance com desempenho de arte cênica pode ser visto em Montreal, concretamente no Cirque du Soleil. Neste circo, acrobatas vestidos de múltiplas cores realizam esta prática, que inclui movimentos que implicam numa grande quantidade de força e habilidade."
Fonte: pt.wikipedia.org/wiki/Pole_dance

Viu só? É um ótimo exercício físico pro corpo, pra mente e pra alma.
No Brasil, essa prática ficou muito estigmatizada depois da novela global Duas Caras, onde a atriz Flavia Alessandra interpretava uma mulher recatada mas que a noite praticava o pole dance escondida de todos, pronto, estava criado o estigma que a mulher que pratica essa arte é na verdade a "safada".

A verdade é que nessa altura do século XXI, uma mulher não deveria se fingir de "santa" e se esconder pra fazer o que quer. Não prejudicando ninguém, que mal tem?

Então não importa se quem faz o Pole Dance é prostituta, professora, caminhoneira ou pastora (e etc), todas merecem respeito!!!!

Em breve volto com mais informações sobre essa prática incrível!!
Beijos e até a próxima!

Thaís Angel

Autora

Molas ao Vento.