Professional Fair 2016: Imprensa preta barrada, mãos no black, permanente em criança e falta de produtos!!

by 11:40 0 comentários
Bom dia!!!

A Professional Fair 2016 aconteceu entre os dias 10 e 12 de Julho, e foi um ato de coragem participar dela, sabe porque? Porque além de eu a algumas participantes do Clube de Blogueiras Negras de BH termos sido barradas na porta da sala de imprensa (oi?), a busca por produtos que tratassem dos nossos CRESPOS foi praticamente em vão!

Fiz um pequeno vlog sobre a feira e mostrei o que comprei por lá:



Vamos partir do começo!

Logo na entrada, no credenciamento começaram os problemas, as participantes do clube já haviam sido previamente cadastradas como IMPRENSA para a cobertura do evento, pois acontece que algumas de nós simplesmente foram questionadas sobre isso, imprensa preta, oi?
Sim, as atendentes questionaram se éramos imprensa e algumas nem acreditaram que nossos nomes estavam lá, na lista...preto na lista, uau!

Além de algumas credenciais virem com erros, uma de nós nem recebeu a credencial especial.
Bom, seguindo com o andar da carruagem, quando chegamos na sala de imprensa e fomos entrar, a recepcionista na porta (loira), colocou o braço na frente e nos barrou, dizendo que não poderíamos entrar pois ali era uma área especial e que não poderíamos tirar fotos lá dentro, olhamos umas pras outras e logo veio a pergunta: "Mesmo sendo imprensa?" e logo uma de nós mostrou a crendecial amarela, ela pareceu surpresa, pediu desculpas e liberou a passagem, ficou com uma cara que tenho certeza não precisar descrever,  os olhares lá dentro eram de pura atenção pra nós, lindas, pretas e de black pro alto, quando as pessoas do lado de fora começaram a bater no vidro pedindo para que saíssemos pois queriam tirar fotos e dúvidas com a gente, pronto, choveram fotógrafos profissionais em cima da gente!!

Bom, continuando, a ideia de ir a feira era para encontrarmos produtos para os nossos cabelos, encontramos? Sim! Muitos? Não!!! O que vimos foram marcas que já existem no mercado (poucas) investindo em creme de pentear e ativador de cachos (achando que estavam inventando a roda), encontramos uma marca maior investido em produtos liberados e gente que do nada vinha espirrando coisas em nossos cabelos! Sim, a falta de respeito com nossos blacks foi enorme, gente pondo a mão e achando que seria legal passar os produtos deles que nem conhecemos em nossas madeixas! Perguntamos a um desses que simplesmente passou o produto sem nos perguntar se poderia antes, se o mesmo era liberado, ele não sabia o que isso queria dizer e pedi pra ver a formula, não era! Logo ele disse quem nem tudo que está no produto está na formula (oi?)!

Vimos profissionais dizerem que amam cachos, que amam crespas mas que alisavam os cabelos de duas loiras em seu stand, vimos profissionais tentar nos vender cremes de pentear e ativador de cachos sem saber nos explicar como se usa, vimos uma alisada fazendo propaganda de um salão afro com peruca black power, vimos outro salão dizer ser especialista em crespos fazendo permanente em uma criança, que reclamava estar doendo, vimos um cabeleireiro que se diz especialista em cachos e crespos dizer que conseguiu desembaraçar os cabelos de uma criança de 4 anos (disse que a mãe nunca conseguiu pentear os cabelos da filha) e nos mostrou o antes e o depois, um cabelo genuinamente afro, tipo 4 com os cachos brilhosos e abertos, perguntamos o que ele usou e disse ter amaciado a raiz da mesma!

Mas, no fim do túnel sempre tem uma luz. Encontramos um salão daqui de BH que cuida dos crespos de maneira natural, valorizando nossa estética e nossa saúde!
A cabeleireira Dora Alves, que também tem um trabalho social incrível, apareceu para salvar a feira! Ao lado de tantas marcas maiores, ela se destacou, ali em seu cantinho com seu trabalho literalmente puro e eficaz, um exemplo a se seguir!


Foi uma saga participar dessa feira, fica a cargo de vocês tirarem suas conclusões, mas nem preciso dizer o quanto ela deixou a desejar, cadê o respeito com as pretas? Cadê o respeito com nossos cabelos? Cadê as novidades? Creme de pentear e ativador de cachos não são novidades, cadê produtos revolucionarios que hidratem ao maximos nossos cabelos? Não queremos baixar nossos blacks, não queremos amaciar a raiz, sabemos sim desembarar nossos cabelos!!!


                                       Primeiro dia na feira: barradas na sala de imprensa


                    Segundo dia: em busca de produtos para nossos cabelos.

                                          Credencial com erro de português, não fui a única.

É isso, fica a reflexão!!
Um beijo e até a proxima!!

Thaís Angel

Autora

Molas ao Vento.